Henfel

MANCAIS DE ROLAMENTOS

Segurança e alto desempenho

Apresentação

Os mancais HENFEL foram projetados considerando os fatores mais críticos de solicitações mecânicas e ambientais, o que resultou na obtenção de produtos com elevada resistência e longo tempo de vida útil.

Desenvolvidas em diversas séries, eles permitem perfeita intercambialidade com todos os modelos de mancais encontrados no mercado, além de atenderem a projetos específicos.

Estudos realizados objetivando o desenvolvimento de sistemas de vedações eficientes nos ambientes mais abrasivos e contaminantes proporcionaram a disponibilização de diversos modelos de vedações sem contato, de contato e combinadas, atendendo às situações mais variadas presentes no mercado.

Receba o atendimento de um
consultor Henfel especializado

Preencha os campos abaixo para solicitar nosso contato

MATERIAL

As Caixas Para Rolamentos HENFEL podem ser fabricadas em três tipos de materiais, dependendo do tipo de trabalho a que serão submetidas:

icone alerta As referências sofrem alterações conforme o material especificado, acrescentando-se uma letra como prefixo ou sufixo, conforme a tabela:

MATERIAL

SAI

HSBM

HSBP

SBPC

STM

HSPA

HSBM30K

HSBP30K

SD

HFR

SAF

F500

SOFN

SN30

SNAH

HEC

HF

Cinzento

*

*

*

*

**

**

*

*

*

*

*

*

*

*

*

*

*

Nodular

N

N

N

N

*

*

N

N

N

N

N

N

N

N

S

N

N

Aço Fundido

S

S

S

S

S

S

S

S

S

S

***

S

S

S

**

S

S

TOLERÂNCIAS

As Caixas Para Rolamentos HENFEL são fabricadas segundo as normas mais exigentes do mercado, obedecendo aos padrões de aplicação existentes:

Observações:

VEDAÇÕES

As vedações ilustradas nas tabelas dimensionais são as padronizadas, que saem de fábrica, quando não especificadas pelo cliente. A seleção de um tipo de vedação depende de uma série de fatores existentes, tais como: temperatura, velocidade periférica, tipo de lubrificante, ambiente de trabalho, etc.

Quando solicitado, as caixas poderão ser fornecidas com outros tipos de vedações, classificadas em 03 grupos:

Os elementos vedantes têm contato com o eixo. Suas aplicações são limitadas em função da velocidade periférica do eixo. São recomendadas para baixas rotações e baixas temperaturas.

Tc
tc

Informações

Tc (tsna-c)
tc (tsna-c)

Informações

Tg
tg

Informações

Ta
ta

Informações

Gs
gs

Informações

Zf
zf

Informações

R
r

Informações

Ts
ts

Informações

As
as

Informações

ff
ff

Informações

Rr
rr

Informações

gsgs
gsgs

Informações

aszf
aszf

Informações

Asr
asr

Informações

asrr
asrr

Informações

zfzf
zfzf

Informações

aszfzf
aszfzf

Informações

tas
tas

Informações

tsgs
tsgs

Informações

Tsr
tsr

Informações

icone alerta Observação: As dimensões originais de largura total das caixas encontradas no catálogo poderão ser alteradas quando forem solicitadas vedações diferentes da padrão. Consultar nosso Depto de Engenharia sempre que forem solicitadas vedações que não são ilustradas nas tabelas dimensionais.

CAPACIDADE DE CARGA

As resistências apresentadas nas tabelas abaixo são em ferro fundido cinzento.

Para ferro nodular e aço fundido acrescentar 80% a estes valores

RESISTÊNCIA DAS CAIXAS SD-31 (PARAFUSOS DE UNIÃO CLASSE 8.8)
CLIQUE AQUI PARA FAZER DOWNLOAD DA TABELA
RESISTÊNCIA DAS CAIXAS SN-30 (PARAFUSOS DE UNIÃO CLASSE 8.8)
CLIQUE AQUI PARA FAZER DOWNLOAD DA TABELA
RESISTÊNCIA DAS CAIXAS SFA (PARAFUSOS DE UNIÃO CLASSE 8.8)
CLIQUE AQUI PARA FAZER DOWNLOAD DA TABELA
RESISTÊNCIA DAS CAIXAS SNAH, SSNAHD (PARAFUSOS DE UNIÃO CLASSE 8.8)
CLIQUE AQUI PARA FAZER DOWNLOAD DA TABELA
RESISTÊNCIA DAS CAIXAS HSBP, SBPC (PARAFUSOS DE UNIÃO CLASSE 8.8)
CLIQUE AQUI PARA FAZER DOWNLOAD DA TABELA
RESISTÊNCIA DAS CAIXAS HSBM (PARAFUSOS DE UNIÃO CLASSE 8.8)
CLIQUE AQUI PARA FAZER DOWNLOAD DA TABELA
RESISTÊNCIA DAS CAIXAS HSBP 30K - BIPARTIDAS A 30º (PARAFUSOS DE UNIÃO CLASSE 8.8)
CLIQUE AQUI PARA FAZER DOWNLOAD DA TABELA
RESISTÊNCIA DAS CAIXAS HSBM 30K - BIPARTIDAS A 30º (PARAFUSOS DE UNIÃO CLASSE 8.8)
CLIQUE AQUI PARA FAZER DOWNLOAD DA TABELA
RESISTÊNCIA DAS CAIXAS SOFN (PARAFUSOS DE UNIÃO CLASSE 8.8)
CLIQUE AQUI PARA FAZER DOWNLOAD DA TABELA

FORMAS CONSTRUTIVAS

Formas Construtivas

As caixas para rolamentos possuem, originalmente, conforme mostrado na tabela abaixo, 04 formas construtivas específicas. No lado do equipamento onde existe o acionamento, na maioria das vezes, deve-se montar a caixa cuja construção é “BLOQUEADA” para evitar o movimento axial do rolamento. No lado oposto ao acionamento, deve-se montar a caixa “LIVRE”, para permitir o deslocamento axial do conjunto eixo/rolamento, compensando movimentações do eixo e absorção de pequenos desvios dimensionais, sem forçar os elementos rolantes dos rolamentos. Onde for necessário mais de duas caixas para rolamentos em um mesmo eixo, somente um mancal do lado do acionamento será bloqueado, os demais serão livres.

BP (Bloqueado Passante) Lado do Acionamento

LP (Livre Passante) Lado Oposto ao Acionamento

BC (Bloqueado Cego) Lado do Acionamento

LC (Livre Cego) Lado Oposto ao Acionamento

Montagem Correta

Abaixo são ilustradas as formas de montagem mais comuns. Para algumas linhas de mancais são utilizados anéis de bloqueio conforme é apresentado neste catálogo na parte das características técnicas de mancais.

mancal acionamento1
mancal acionamento2

CÁLCULO DA VELOCIDADE PERIFÉRICA PARA SELEÇÕES DAS VEDAÇÕES

Para seleção de vedação de contato, é necessário primeiro saber a velocidade periférica do eixo onde existirá o contato com a vedação. Abaixo, a fórmula para determinar a velocidade periférica. Nas ilustrações das páginas 04 a 07, estão informações sobre a velocidade admissível para cada vedação de contato.

V = Velocidade periférica, em metros por segundo (m/s)

N = Rotação do eixo, em rotações por minuto (rpm)

d = Diâmetro do eixo, em milímetros (mm)

V = ( 52 x N x d ) / 1.000.000

Exemplo:

d = 200 mm

N = 1200 rpm

V = ( 52 x 1200 x 200 ) / 1.000.000

V = 12,48 m/s

Vedações de contato não atendem. Recomendado vedações sem contato (labirintos radiais ou axiais).

LUBRICAÇÃO

Lubrificação

A função de um lubrificante é reduzir o atrito entre os elementos rolantes de um rolamento e vedação, diminuindo os desgastes internos.

Os lubrificantes mais conhecidos e usados são: graxa e óleo mineral. Para cada aplicação específica existe o lubrificante mais adequado. Para a seleção correta devem ser considerados diversos fatores como: temperatura, ambiente, rotação de trabalho, tipo de rolamento aplicado, etc. Abaixo, informamos as vantagens e desvantagens do uso de graxa ou óleo, assim como o sistema prático de lubrificação dos rolamentos nas caixas.

Lubrificante

Vantagens

Desvantagens

Graxa

Facilidade de estocagem e transporte

Fácil manuseio e aplicação

Não necessita controle de nível

Menor risco de vazamento

Vedações simples

Efeito vedante

Para trocar a graxa, é necessário abrir a caixa para rolamentos inteira

Limite menor de rotação em relação ao óleo

Óleo

Limite maior de rotação em relação à graxa Diversos métodos de lubrificação. Efeito refrigerante do sistema. Fácil troca através de bujões de dreno

Dificuldade de estocagem e transporte

Difícil manuseio e aplicação

Necessita controle de nível

Maior risco de vazamento

Vedações complexas

Método prático de determinação da quantidade de graxa

Volume de graxa aplicado nos espaços vazios da caixa, considerando o limite de rotação do rolamento aplicado.

Preencher totalmente os espaços vazios do rolamento

Rotação

Quantidade de graxa

Baixa rotação

100%

Menor que 50%

50% a 80%

Maior que 50%

30% a 50%

Recomendações:

Geralmente, deve-se substituir toda a graxa do mancal a cada 6 meses.

Quantidade de graxa a ser adicionada na relubrificação (G) = 0,005 x D x B

Onde:

G = quantidade de graxa em gramas

D = diâmetro externo do rolamento em mm

B = largura total do rolamento em mm

Ex.: Rolamento 22.222 K - ( 110 x 200 x 53 )

G = 0,005 x 200 x 53

G = 53

ESPECIFICANDO MANCAIS HENFEL

A especificação de mancais deverá ser objetiva, deixando o mais claro possível todos os dados para facilitar a fabricação. Deverá conter o material da carcaça, modelo e tamanho do mancal, forma construtiva, vedação utilizada, rolamento utilizado, diâmetro de eixo, quantidade de furos na base e referência do fabricante, conforme seqüência abaixo:

  • Material da carcaça
  • Série do mancal
  • Tamanho do Mancal
  • Forma construtiva
  • Vedação
  • Diâmetros de eixo
  • Furos na base
  • Rolamento
especificando mancais henfel

Material da Carcaça

Aço Fundido Prefixo “S” (exceto linha SNAH , cujo prefixo S indica fabricação em ferro fundido nodular)

Ferro Fundido Nodular Prefixo “N” ( exceto séries STM e HSPA, cuja fabricação padrão é em ferro fundido nodular)

Ferro Fundido Cinzento Prefixo Omitido

Série do Mancal

Conforme tabelas dimensionais da página 22 em diante. Ex: HSBP 30K, HSBM, etc.

Tamanho do Mancal

Conforme tabelas dimensionais da página 22 em diante.

Forma Construtiva

Refere-se à construção que determina a posição do rolamento dentro do mancal, bloqueando ou não o rolamento axialmente. Ver página 19.

BP - Rolamento BLOQUEADO axialmente, com eixo PASSANTE;

LP - Rolamento LIVRE axialmente, com eixo PASSANTE;

BC - Rolamento BLOQUEADO axialmente, com caixa CEGA;

LC - Rolamento LIVRE axialmente, com caixa CEGA.

Vedação

Deve-se indicar sempre a vedação a ser usada. Neste catálogo apresentamos diversos tipos de vedações para mancais.

Abaixo, destacamos as mais aplicadas.

ASR Labirinto axial + retentor de mola;

TC Tiras de feltro para caixas SN, SNA;

AS Labirinto axial;

TS Labirinto radial;

TSGS Labirinto radial + retentor GS;

TSR Labirinto radial + retentor R de mola bipartido;

ASZF Labirinto axial + retentor ZF;

R Retentor de mola;

TAS Conjunto de labirinto axial e radial;

ASRR Conjunto de labirinto axial e dois retentores de mola.

Diâmetros de Eixo

É recomendável sempre indicar o diâmetro do eixo ou a bucha de fixação que será usada para qualquer série de mancal, principalmente para os mancais cujas vedações sejam de contato como: retentores, labirintos e outras, pois as vedações são específicas para cada diâmetro de eixo.

Furos na Base

Os mancais tipo pedestal, série HSBP até o tamanho 20/208/207 podem ser fabricados com dois furos na base, bastando acrescentar na nomenclatura o sufixo “D”. Ex. HSBP-D-16.

Os mancais tipo pedestal, série HSBM e SAF-520 até o tamanho 327/328/32 são fabricados com 2 furos na base, mas podem ser fabricados com 4 furos, bastando acrescentar na nomenclatura o prefixo “F”. Ex: FHSBM-16.

Para a série SAF acontece o contrário. Até o tamanho 520/220/317/617, saem de fábrica normalmente com dois furos na base. Quando necessitar de quatro furos, acrescentar o prefixo “F”. Ex: F-SAF-516.

Tanto a estas como às demais séries, poderá ser acrescentada a especificação de furos

na base.

Rolamentos

Mesmo que o fornecimento não inclua os rolamentos, procurar informar sempre o rolamento para poder dimensionar as formas construtivas.

Especificando mancais HENFEL

Observação: Quando não forem fornecidas as informações, os mancais serão fabricados na forma padrão conforme ilustram as tabelas dimensionais contidas neste catálogo, ou seja, para eixos em milímetros, forma construtiva livre com tampa passante e vedação e material das caixas conforme ilustrada no catálogo.

TIPOS DE CAIXAS

HENFEL possui muitos tipos de Caixas Para Rolamentos e Mancais de Deslizamento em sua linha de fabricação, para as mais diversas aplicações, cujas principais características básicas abaixo o auxiliarão na especificação.

As vedações destacadas em negrito são as vedações padrão das séries.

Caixas Bipartidas para Rolamentos

Caixa interiça para rolamentos

Caixa tensoras para rolamentos

Caixa interiças e flangeadas para rolamento

Mancais de deslizamento

X

Nossos Produtos

X

Nossos Serviços

X

Qualidade Comprovada